ACRE

No Acre, estudante desenvolve aplicativo para ajudar pessoas que sofrem de depressão e ansiedade

24 Out de 2019 do YacoNews
Do G1/AC

Após observar pessoas próximas como amigos e familiares sofrendo de ansiedade e depressão, a aluna Ingrid do Nascimento, de 19 anos, do curso de telecomunicação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), criou um aplicativo para ajudar as pessoas a manterem a calma nos momentos de crise.

Desenvolvido sob orientação do professor Fred Tavares, o dispositivo está em fase de ajustes para ser lançado na plataforma da Play Store para download. O App 'PsicoAjuda' começou a ser desenvolvido em setembro deste ano e aguarda os últimos ajustes para ser lançado.

"O Senai lançou um curso de introdução a aplicativo dentro do nosso curso de telecomunicação, que é o que eu faço atualmente. E o professor lançou a ideia de a gente fazer um aplicativo em cima daquilo que a gente mais dominava", conta sobre a ideia.

O aplicativo tem ferramentas que tratam sobre depressão e ansiedade, vem com uma lista de vídeos e músicas para ajudar a pessoa a relaxar. Além disso, o App também tem testes para o usuário saber o nível em que está, links de textos e imagens que também ajudam a acalmar.

Ingrid conta que queria fazer algo voltado para a área da psicologia, porque se identifica com a área e também sobre ansiedade. Ela conta que outra ferramenta disponível é o link de um chat que funciona 24 horas, no qual a pessoa pode conversar e até mesmo ligar durante os momentos de crise.

"É uma doença muito presente. Convivo com amigos e parentes que têm ansiedade e aqui também tem muitos alunos com ansiedade. O professor disse que era para ser sobre algo que doía. Então, porque não fazer sobre o que dói no meu próximo?", questiona.

Lançamento

Com a ajuda do professor, a ideia acabou expandindo. Ainda está em fase de pagamento da hospedagem, além de outros ajustes, mas, segundo Ingrid, no início de novembro deve ser lançado para download.

Ferramenta tem textos, músicas e imagens


Ingrid conta que do projeto criado na turma, o dela é o único que vai ser lançado. "Quando vi que era um meio de ajudar outras pessoas, o professor lançou a ideia de jogar no Play Store e resolvi dar continuidade", contou.

O professor Fred Tavares, que trabalha com o desenvolvimento de aplicativos no Senai, disse que tem sido um processo grandioso.


"Ela continua com o aplicativo. Ela pegou o material, instalou em casa, manda mensagem e diz que está aperreada. Ela é extremamente dedicada", disse o professor que está dando todo o suporte para o lançamento.

Tavares contou que está finalizando as correções e está nos ajustes finais para que esteja tudo pronto para o lançamento.


"Falta apenas dar uma olhada mais crítica. Vou olhar a questão do português. Só a parte burocrática que está faltando. No primeiro módulo, a gente não trabalha como eles [alunos] lançam, então, estamos pegando o aplicativo dela para jogar no ar", finaliza o professor.




0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.