CRUZEIRO DO SUL

Médico não identifica doença na rede pública, mas consegue diagnóstico em consultório particular

02 de Julho de 2019 YACONEWS
juruaemtempo
O caso foi denunciado pela filha de um paciente que deu entrada no Hospital do Juruá, apresentando bolhas na proximidades dos olhos, o que dificultava a visão. De acordo com Rosângela Araújo, o pai Mauro Sérgio da Conceição Azevedo, de 46 anos, foi diagnosticado pelo médico na rede pública com a doença conhecida por ‘cobreiro’, teve alta, mas continuou apresentando os sintomas. O real motivo do problema só foi descoberto após os familiares pagarem uma consulta no consultório particular do mesmo profissional.

Na consulta particular, o médico analisou o olho do paciente e retirou uma perna de um inseto, que causava os transtornos. A situação causou indignação, sendo considerada pela filha uma negligência e falta de atenção do profissional.

“Meu pai estava com o rosto cheio de bolhas, o médico não analisou o olho dele e já disse que era cobreiro. Eu ainda falei que tinha sido uma caba que ferrou ele. Ele ficou de voltar no outro dia, mas já mandou outra médica. Meu pai teve alta, passou todos esses dias em casa, e na sexta-feira voltou novamente no hospital, após termos pago uma consulta com o mesmo médico, aí ele encontrou a perna do inseto no olho dele”, contou a filha do paciente.

A equipe de reportagem do Jornal Juruá em Tempo procurou contato com o oftalmologista, mas não obtivemos êxito. O espaço do jornal está aberto caso o médico queira se pronunciar em relação ao caso.



1 comentários :

Tecnologia do Blogger.