ACRE

Gladson Cameli pede para agricultores não pagarem multas do Imac: “Quem manda sou eu”

05 de Junho de 2019 YACONEWS

O governador Gladson Cameli assume mais uma vez seu lado ruralista e patrão. Na última sexta-feira, em agenda em Sena Madureira, ordenou para que os produtores rurais não pagassem qualquer multa que recebessem do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac).
“Quem for da zona rural, se seu Imac tiver multando alguém, me avise e não pague nenhuma multa, porque quem está mandando agora sou eu”, declarou Gladson, pontuando que não deixaria que o órgão atrapalhasse quem quisesse trabalhar.
O gestor não explicou como vai anistiar as multas, disse apenas que mandava no órgão e que decide quem trabalha ou não lá. “Vou mandar estudar lá, porque não sei de tudo, para ver como é os trâmites, mas não pague não, eu que estou mandando, porque lá sou eu que nomeio”, afirmou.
A fala de Gladson, totalmente contra os princípios de responsabilidade ambiental, vêm de encontro com uma série de ações que enfraquecem as questões de conservação da Amazônia. Sua base de apoio promoveu, na última semana, um debate sobre a desburocratização do licenciamento ambiental na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).
Angela Mendes, ativista ambiental e filha do líder seringueiro Chico Mendes, participou deste debate na Aleac e explica os problemas de uma agenda de flexibilização neste sentido apontado. “O que mais destaquei foi que a flexibilização do licenciamento ambiental facilitaria e incentivaria crimes ambientais como os de Barcarena (PA), Tapajós (PA), Mariana (MG), Brumadinho (MG), Barão de Cocais (MG) e região costeira da Bahia”, afirmou.
O Acre já enfrentou, em 2018, um aumento no seu desmatamento em comparação com 2017. Conforme dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) no último ano, a área de desmate foi quase 14% maior do que no mesmo período de 2017. O Inpe informou ainda que no Acre, a área desmatada é maior que 470 quilômetros quadrados até aquele momento, significando um crescimento de 82%.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.