ACRE

Pacientes com hanseníase fecham a BR-364 em protesto, governo Gladson não repassou ainda um real ao Hospital Souza Araújo

18 Mar de 2019 do YacoNews
Por Leonildo Rosas

Os pacientes do Hospital Souza Araújo se manifestaram dias atrás contra o fechamento da Unidade que acolhe pessoas diagnosticadas com hanseníase, que por falta de repasses do Governo do Estado a ´previsão era de que iria fechar, e caso isso acontecesse eles iriam fechar a BR-364 como está ocorrendo nesse momento.

A Deputada Maria Antônia falou a respeito das informações que recebeu sobre a possível desativação da Casa de Acolhida Souza Araújo na ALEAC, que segundo informações, por falta de repasses do Governo do Estado o Hospital dos hansenianos estaria prestes a fechar as portas, o que seria algo muito ruim para o Estado do Acre e para esses pacientes, que muitos deles residem na localidade há 50 anos.

A casa é administrada pela Diocese de Rio Branco e mantida com repasses do Governo do Estado. Segundo o conteúdo de um vídeo de uma reunião realizada pelos pacientes há alguns dias atrás, há 8 meses o poder público estadual não repassa os recursos para manutenção e aquisição de medicamentos e materiais. Com isso, segundo os próprios pacientes, a Souza Araújo estaria prestes a fechar as portas. Os pacientes afirmaram que não possuem materiais básicos, como gaze e curativo, além da falta de remédios.

A Deputada Maria Antônia se mostrou extremamente preocupada com essa questão e se solidarizou com os pacientes da Casa Souza Araújo e também ao Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Mohan) que adotou esta causa e luta por esses pacientes que na maioria das vezes sofrem um certo preconceito por conta da doença.

Diante desta situação a Deputada Estadual Maria Antônia solicitou outrora que o Governador Gladson Cameli juntamente com o Secretário de Saúde Alisson Bestene tomasse as devidas providências para evitar que essa situação acontecesse, pois são pessoas que realmente precisam do tratamento e do lugar para residir, mas o Governador Gladson não levou a sério essa situação e muito menos tentou resolve-la.

Neste instante, os internos da Colônia Souza Araújo estão sob o sol escaldante, com as suas cadeiras de roda, bloqueando a BR-364, protestam contra o descaso da administração estadual com os hansenianos acreanos.

Até 2010, antes de do ex-governador assumir, o repasse anual era de R$ 960 mil, mas ele subiu para R$ 2.640.000,00. A Souza Araújo volta a viver momentos semelhantes há 20 anos, quando o governo fechava os olhos para os excluídos socialmente.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.