Opinião

Cai a aprovação de governo Bolsonaro; 5 pontos para refletir

20 Mar de 2019 do YacoNews
Por Everaldo Cardoso

A MENOR POPULARIDADE PARA UM PRESIDENTE EM PRIMEIRO MANDATO EM IGUAL PERÍODO.
 O mito está se transformando em fenômeno de rejeição. Pesquisa ibope indica que o índice de aprovação é inferior ao de FHC, Lula e Dilma no mesmo período do primeiro mandato.
A reprovação do governo Bolsonaro subiu de 11% para 24%.

 QUEDA EM RELAÇÃO AO INÍCIO DO GOVERNO
 O Ibope também diz que houve uma queda de 15 pontos na avaliação positiva do governo, e subiu 13 pontos o percentual de entrevistados que avaliam o governo negativamente desde o início do ano.

A pesquisa aponta que em três meses o mito está se transformando em fenômeno de reprovação. O eleitorado de Bolsonaro passa a avaliar seu governo como regular e ruim.

FUTURA DO GOVERNO
 O atual cenário de crise econômica e a indigesta reforma da previdência proposta pelo governo é um indicativo para que essa avaliação negativa continue caindo a índices mais elevados nos próximos meses.

FALHA NA COMUNICAÇÃO


 Com o presidente Jair Bolsonaro continua se comportando como deputado Federal falando para uma minoria restrita e deixando de se comunicar com a maioria do eleitorado e com uma provável organização dos movimentos sociais para se posicionar contra a reforma da previdência a tarefa de aprovar essa matéria pode se tornar impossível, porque os deputados não vão querer votar matérias impopulares.

POSSÍVEIS BENEFICIÁRIOS
 Essa queda na avaliação indica que o PT será o beneficiário imediato pelo fato de ter disputado o segundo turno com Bolsonaro. 
Com isso, volta a ser visto como possível opção de poder para eleitores de centro, aqueles que desejam dias melhores para o futuro sem guardar ressentimentos do passado. Bolsonaro pode contribuir ainda mais com isso pela sua falta de compostura no exercício do cargo, também com sua subserviência declarada aos Estados Unidos. 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.