POLITICA

Amigo do poder: Em reunião decisiva, Gladson e Tchê negociam cargos em troca de apoio

26 Fev de 2019 do YacoNews 

Uma reunião decisiva para o governador Gladson Cameli foi realizada na tarde de segunda-feira, dia 25, a portas fechadas, entre o progressista e o deputado estadual Luis Tchê (PDT). O objetivo foi garantir apoio no Parlamento com margem, evitando que projetos do Palácio Rio Branco sejam reprovados na Casa.

 A reunião, que constava na agenda oficial do governador, foi justamente para alinhar como Luis Tchê e o deputado federal Jesus Sérgio comporão o grupo político de Gladson Cameli. Tchê e Jesus Sérgio eram, até 2018, aliados do PT e da Frente Popular, por onde se elegeram deputados.

 Com a juntada de Jesus e Tchê, assegura um interlocutor palaciano, mais cargos e espaços na estrutura de governo devem ser liberados para os políticos. “Sobre o Tchê o cara já emplacou mais de cinco pessoas, e agora pediu um cargo de comando, mas o governador negou isso”, comenta.

 A situação de Jesus Sérgio também é lembrada: “O Jesus já tinha conversas com a oposição desde o ano passado, mas não tinha se aliado. Em uma semana, ele encaixou o irmão e até da esposa, que é porta-voz dele, e vive em Brasília, mas foi nomeada para a Casa Civil. Explica essa!”, destaca o assessor palaciano.

 Jesus e Tchê são do PDT, partido que há anos integrava a Frente Popular do Acre, extinta em 2018 com a derrota do PT nas urnas para Gladson Cameli. Rumores já apontavam que Gladson levaria Jesus e Luiz Tchê para a base governista, mas até então nada estava tão alinhado. Agora, parece que a parceria será efetivada.

 Após a reunião, ficou acertada a oficialização do PDT na base do governo, mas Luis Tchê não conseguiu emplacar um amigo em cargo alto nas indiretas, isso porque há um histórico antigo de ligação do “companheiro pedetista” com o Partido dos Trabalhadores. Pelo menos por enquanto, esse tipo de nomeação deve cessar.


ac24horas

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.