ACRE

Agentes penitenciários envolvidos com organizações criminosas no Acre são demitidos de suas funções

21 Jan de 2019 do YacoNews

O novo diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Lucas Bolzoni, publicou no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (21), as exonerações de dois agentes penitenciários, ambos acusados de envolvimento com o crime organizado e de facilitar a comunicação de presos de dentro dos complexos com o mundo externo.

No primeiro caso, o agente penitenciário demitido de suas funções, M.V da S,, chegou a ser preso no ano passado,  acusado de entrar no presídio de segurança máxima Antônio Amaro Alves, levando consigo munição de uso restrito e que seriam entregues aos detentos.

Dois agentes foram expulsos e outros três afastados

Já o agente penitenciário, também exonerado, J. dos S. F., foi preso em flagrante também no ano passado, após deixar dois celulares na ventilação de uma das celas da unidade prisional Evaristo de Morais, em Sena Madureira, no interior do Acre. ´

À época, o delegado que investiga o caso, Marcos Frank, informou que o agente J. dos S. F, confessou o crime e afirmou que estava sendo ameaçado pelos detentos.

Além dessas duas primeiras exonerações, o diretor do Iapen também afastou mais três agentes penitenciários de suas funções, tendo em vista, esses serão investigados por facilitação de fuga.

Por telefone, Lucas Gomes disse que essas exonerações e afastamento de agentes penitenciários acusados de delitos é apenas o começo.

“Queremos moralizar nossos presídios. Não é compatível com as funções de um agente penitenciário colaborar com o crime. O agente penitenciário é contratado para cumprir a lei e a ordem e não compactuar ou fazer parte de grupos de facções”, disse o diretor.

Contilnet

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.