SENA MADUREIRA

Tá virando rotina: outra visitante é flagrada recheada de maconha na entrada da penitenciária de Sena

23 Dez 2018  Jaira Mendonça do YacoNews

Enquanto a justiça não endurecer a revista na entrada dos presídios, tende a aumentar o número de mulheres usadas como mulas para  tentar entrar com entorpecentes inseridos nas partes íntimas. Segundo consta, as revistas pessoais estão brandas por força de lei e as flagranteadas respondem apenas TCOs e são liberadas.

Na manhã deste domingo (23), mais uma mulher foi detida após ser denunciada levando produto entorpecente no órgão genital.

Trata-se de A.P.C.A. que portava 50 gramas de droga do tipo maconha, cuja barra pesou 50 gramas. Infratora e o ilícito foram conduzidos a delegacia de polícia.

Recentemente, os casos de apreensão têm sido frequentes. De acordo com a fiscalização da unidade, anteriormente a revista pessoal era mais rogorosa, sendo quase impossível a passagem de ilícito, no entanto, uma portaria de alcance nacional proibiu o trabalho alegando constrangimento às visitante, a partir de então, os casos suspeitos e confirmados têm se repetido quase toda semana.

Neste última ocorrência, uma suspeita obrigou às agentes penitenciárias fazer um pente fino na visitante que confessou e entregou a barra de maconha que havia colocado dentro da vagina para passar na fiscalização e depois entregar aos presidiários, em troca, elas tecebem um pagamento dos traficantes.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.