POLITICA

Outras prefeituras do Acre também estão na mira dos órgãos, Polícia Federal vai agir com o rigor da lei

15 Dez 2018 do 3 de Julho Notícias

A coluna conversou com um experiente auditor de contas públicas sobre os casos de corrupção que acontecem em todo o pais. E que tem gerado centenas de operações da Polícia Federal. Para ele, os casos de desvios de recursos em Senador Guiomard e Capixaba (os mais recentes) se repetem por quase todo o Brasil. Outras prefeituras do Acre também estão na mira dos órgãos de controle. Ele explicou que as prisões de prefeitos, vereadores de legislaturas passadas não intimidou agentes públicos e empresários que formam quadrilhas especializadas em saquear os cofres públicos trazendo sérios prejuízos à população, notadamente a parcela mais pobre. Contou que enquanto houveram casos de corrupção detectados a Polícia Federal vai agir com o rigor da lei, mas dentro da legalidade. Ele acredita que um dia o Brasil será o império da lei. A coluna se sente no direito de preservar a identidade desse profissional com base na lei de imprensa, que garante que a fonte seja resguardada mesmo em juízo, principalmente diante do interesse público.

Não vai parar

As operações da Polícia Federal em prefeituras não vão parar. Isto porque os prefeitos, vereadores, gestores e empresários também não param de roubar. Enquanto a população não der um basta em políticos corruptos com cara de anjo a PF vai ter muito trabalho.

Rouba, mas faz

Na opinião desse auditor não adianta fazer obras, maquiar a cidade se as licitações continuarem viciadas e o propinoduto não parar a sangria dos cofres públicos. O tempo do “rouba, mas faz” está com os dias contados. Prefeitos de gestões passadas foram processados, presos, tiveram os direitos políticos cassados, mas alguns dos novos não se emendam.

Até a medula

Consta da maioria das investigações feitas pela Polícia Federal, que empresas da área de medicamentos (como nos casos de Senador Guiomar e Capixaba), estão atoladas na corrupção até a medula. Continuam operando seus esquemas em outras prefeituras.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.